Precisamos falar sobre o colágeno!

É o colágeno que estancará o envelhecimento precoce da pele. Mas como produzi-lo naturalmente em nosso organismo? Alimentação balanceada e exercícios físicos. 

Muito além de beneficiar apenas a estética, o colágeno, proteína fibrosa produzida pelo organismo, promove resistência, elasticidade, flexibilidade e sustentação de tecidos internos e externos do corpo humano. Encontrado nos ossos, tendões, vasos sanguíneos, pele e músculos, representa cerca de 1/3 de toda a proteína do nosso corpo, esclarece a nutricionista Lenycia Neri.

Enfraquecimento da estrutura gengival, com chances de perda dos dentes, músculos mais flácidos, fragilização dos ossos e diminuição da espessura do fio capilar podem ser alguns dos problemas enfrentados por quem desrespeita o consumo de 10 gramas de colágeno por dia, alertam as nutricionistas consultadas.

“O ideal e o que eu recomendo é optar por uma dieta rica em proteínas, de preferência carnes magras, com menor quantidade de gorduras, além do consumo de alimentos ricos em ômega 3, vitaminas C e E, e minerais como o selênio e o zinco”, indica a nutricionista Bruna Paschoal.

Frutas como o melão, a laranja, limão, acerola, caju e também as amêndoas e castanhas, se consumidos com alimentos ricos em proteína animal, contribuem para aumentar a absorção do colágeno no organismo, evitando uma doença chamada colagenose, ocasionada pela carência dessa proteína, que é uma das principais causas do envelhecimento precoce. “Tendo uma alimentação equilibrada, não teremos falta de colágeno em nosso organismo”, orienta Lenycia.

E por falar em alimentação, quando o colágeno é citado, é a gelatina que vem à tona e se destaca na rotina alimentar da maioria das pessoas. Segundo as profissionais, isso ocorre porque ela, de fato, concentra quantidades significativas da proteína, e caracteriza-se como um alimento prático, de fácil acesso, comum e que hidrata a pele e o intestino.

Entretanto, é preciso moderação ao consumi-la, porque ela traz em sua composição corantes, conservantes, aromatizantes e açúcares, e pode causar diabetes. “Para que seja uma opção mais saudável, a ideia é utilizar a gelatina incolor e sem sabor, feita com suco natural”, aponta Bruna.

Durante o processo de envelhecimento, com a maturidade biológica, há uma diminuição natural da quantidade de fibroblastos, células responsáveis pela produção de colágeno. E as mulheres são as que mais sofrem com os efeitos dessa ação, uma vez que apresentam quantidades menores desta proteína no organismo, explica a nutricionista Bruna Paschoal.

“A deficiência pode começar a ser notada, em ambos os sexos, a partir dos 30 anos, e, em maior intensidade, a partir dos 50. Por isso, desde cedo, devemos nos atentar aos sinais emitidos pelo corpo e adequar o consumo de colágeno”, comenta Bruna. O aumento das linhas de expressão, as famosas rugas, e a facilidade de lesões após a prática de atividades físicas são exemplos dos alertas naturais.

Em alguns casos, suplementos à base de colágeno são prescritos pelos nutricionistas, sobretudo para garantir melhor elasticidade da pele e reduzir as linhas de expressão. No entanto, a nutricionista Lenycia Neri faz algumas ressalvas quanto ao uso desses industrializados: “Não há comprovação de sua eficácia, assim como não há estudos sobre efeitos colaterais. A alimentação equilibrada já é o suficiente”.

A recomendação é para jamais utilizar suplementos sem a prescrição de um médico ou nutricionista.

Mas há outra forma de aumentar o colágeno em circulação no seu organismo, de forma natural, como complemento à alimentação balanceada: exercício físico. “A prática de atividades físicas ajuda no ganho de massa magra e estimula a produção do colágeno”, complementa Lenycia.

 

RECEITINHA BÁSICA – GELATINA NATURAL 

Ingredientes:

:: 750ml de suco de fruta natural;

:: 02 sachês de gelatina incolor.

Modo de Preparo:

  1. Em um potinho, coloque a gelatina incolor com 100ml de água fria;
  2. Em uma penela, coloque o suco. Leve ao fogo médio e deixe ferver por 01 minuto (sem descuidar e mexendo de vez em quando);
  3. Remova do fogo, espere uns 03 minutos para esfriar um pouco; e misture a gelatina (mexa bem até dissolver tudo);
  4. Coloque em potes individuais ou em apenas um refratário. Deixe esfriar e depois leve à geladeira até adquirir consistência.

 

Fonte: Revista InformACM