Para que todos sejam um!

Para começar a falar de ACM, buscaremos algo que nos remeta a princípios cristãos. O título do artigo nos aponta à passagem bíblica João 17:21. Importante para lembrar, principalmente, do trabalho de jovens realizado por nossa Instituição.

Certa vez me perguntaram o que eu fazia na ACM. Era tão complexo de explicar e, ao mesmo tempo, tão simples, que na passagem citada já ficaria claro para alguns poucos entendedores. Porém, mesmo assim, as dúvidas permeavam a respeito do meu trabalho voluntário.

Amigos, fazer trabalho voluntário não é para qualquer um, muito menos na área de jovens. Quando falamos em jovens, falamos em adolescência, festas, namoros, viagens e tudo o mais que vier em sua mente. Pois bem, explico que os jovens acemistas são jovens comuns, sim, e passam por todas as experiências normais, mas têm um diferencial: realizam um trabalho fantástico pela sua ACM e comunidade.

Sim, são jovens que resolveram trocar o “churras” da galera no sábado para ir a uma campanha do agasalho gritar, de porta em porta, pedindo por peças de roupas para pessoas que não têm o que vestir e passam frio no inverno. São jovens que deixaram de lado a balada do sábado à noite para fazerem um acantonamento com o intuito de dar alegria às crianças de sua unidade. Esses mesmos jovens abdicam de seu tempo com amigos para visitar velhinhos em asilos ou crianças em orfanatos. Ficam horas pensando em maneiras de como melhorar a acessibilidade de sua unidade por causa de deficientes físicos. Passam momentos quebrando a cabeça tentando achar maneiras de conscientizar as pessoas sobre como o meio ambiente é importante. Tem aqueles que tentarão de tudo para tirar um sorriso ou um abraço de uma pessoa desconhecida na rua.

Ao mesmo tempo, esses meninos e meninas mostram um destaque em liderança e criatividade. Estão sempre buscando aperfeiçoamento, fazendo cursos, realizando eventos, encontros com outros jovens de outras unidades, seja de São Paulo, do Brasil e do mundo. E para organizar tudo isso, esses mesmos jovens estão dispostos a noites mal dormidas, à renúncia de um tempo livre para organização de eventos, a economizar um pouquinho mais para uma viagem para participar de um evento. A alegria de vê-los ao final de cada etapa concluída é ímpar. É emocionante a dedicação desses jovens a tudo o que se propõem a fazer.

A satisfação de ter um trabalho realizado com sucesso não tem preço, e o brilho no olhar aparece sem que seja necessário muito. Na verdade, o brilho em seus olhos aparecem só de ver a alegria dos que foram beneficiados por seus trabalhos. Não dá para esquecer a emoção e a garra que envolvem os jovens acemistas. Talvez não possamos mesmo explicar o que fazemos na ACM. Não é um simples trabalho voluntário, no qual o indivíduo dedica apenas algumas horas, é muito mais do que isso. É entrega de coração, de espírito! Só quem entende o verdadeiro espírito acemista entende o trabalho que fazemos com tanto amor.

Tenho orgulho em liderar um grupo de jovens que tem tanta garra, que não desanima por nada na conquista de seus objetivos, sempre buscando o bem do próximo. Eu me encanto com cada ação, com cada atitude. Sabemos que o importante não é o que fazemos e, sim, por quem fazemos. Por isso, “Para que todos sejam um” é um lema presente em nosso trabalho. Temos certeza de que, juntos, podemos fazer deste mundo um lugar melhor, e que nossa força reside sempre nos jovens, base fundamental do nosso Movimento.

Nathalia-Novak-ACM-Voluntaria

Nathalia Novak é associada da ACM Guarulhos desde 1993 e está em seu terceiro mandato como presidente do CampusACM (área responsável pelo trabalho com jovens acemistas). Novak atua como voluntária, na ACM, há 10 anos, tendo iniciado suas atividades nos Y’s Men’s Clubs Guarulhos e Ypê.