Etiqueta na Academia

Etiqueta na Academia: respeito e educação em prol da boa convivência.

Você já parou para analisar seu comportamento diante dos colegas antes, durante e depois dos treinos? Se ainda não, analise seus atos e conduta, e veja se não está escorregando na etiqueta e infringindo algumas regras básicas do bom comportamento. “Transitar com discrição e sem invadir o espaço alheio, e envolver o outro pela elegância e não de forma agressiva” é o segredo para não errar, aponta Claudia Matarazzo, especialista em etiqueta e comportamento.

Segundo a profissional, gafes e desvios de condutas, como ouvir música em volume alto, mesmo com fones de ouvidos, falta de colaboração com a organização dos aparelhos e equipamentos, vestuário inadequado para treinar e liberdade total nos vestiários têm ocorrido com frequência porque o “conceito de discrição não tem sido muito utilizado hoje em dia”.

E não ter etiqueta é exatamente isso: ser indiscreto em suas atitudes no dia a dia, em contato com as pessoas que estão ao seu redor, desrespeitando-as e constrangendo-as de alguma forma. “A pessoa tem que ter o mínimo de autocrítica. Não pode simplesmente ter uma postura de ‘dane-se, sou assim e acabou’. Você está em sociedade, na qual a academia é um grupo integrante”, alerta Matarazzo.

FIQUE ATENTO(A) AO SEU MODO DE AGIR!

Abaixo, a especialista elenca os erros mais comuns que demonstram a falta de etiqueta na academia:

  1. Deixar equipamentos e squeezes fora do lugar e higiene – Deixe o ambiente organizado e limpo, respeitando o que está exposto no regulamento da Instituição, sobretudo com relação ao uso da toalhinha e limpeza do suor do equipamento utilizado;
  2. Ouvir música alta, mesmo com fone de ouvido – Evite incomodar o próximo com poluição sonora. Curta sua música num volume agradável, sem que haja vazamento de som;
  3. Usar roupas rasgadas e/ou muito sensuais para treinar – Esqueça esses tipos de vestimentas. Tem de ser algo confortável, apropriado para os treinos, mas num contexto de discrição;
  4. Conversar ou paquerar demais – maneire no bate-papo com os colegas e, principalmente, na paquera. As pessoas, muitas vezes, têm tempo escasso, estão concentradas numa série de treinos e não querem conversar. Quanto à paquera, veja se há reciprocidade, senão não insista;
  5. Andar sem roupa no vestiário – utilize toalhas e roupões para não constranger os demais usuários.

 

Fonte: Revista InformACM – Ano 12 – nº44 – pág.4. / Claudia Matarazzo: www.claudiamatarazzo.com.br