Doenças de pele no verão

Verão, calor, praia, piscina e…algumas doenças de pele que teimam em aparecer bem nesta época do ano, incomodando a curtição da estação mais alegre e convidativa de todas. Portanto, fique atento(a) aos sintomas e cuide-se. Saúde em primeiro lugar!

 

Micose de praia 

A pitiríase versicolor é uma micose, mas, ao contrário do que se pensa, não é adquirida na praia ou na piscina. O fungo causador da doença habita a pele de todas as pessoas e, em algumas delas, é capaz de se desenvolver e provocar manchas.

Muitas vezes, a doença é percebida poucos dias após a exposição da pele ao sol, porque, nas áreas afetadas pela micose, a pele não se bronzeia. Com o bronzeamento da pele ao redor, ficam perceptíveis as partes mais claras onde está a doença e, por consequência, a pessoa acha que pegou a micose na praia ou na piscina. Entretanto, o sol apenas mostrou o lugar em que estava a micose, por isso o nome “micose de praia”.

 

Micose de virilha

A tinea inguinal ou tinea crural, micose que atinge a região da virilha, é causada pelo crescimento, nessa região, de fungos do gênero dermatófitos ou pela levedura candida albicans. A anatomia da virilha favorece o crescimento desses micro-organismos devido à escuridão, calor e umidade característicos dessa área do corpo.

Durante o verão, com o aumento do suor, ou o uso de roupas de banho molhadas durante longos períodos, a umidade local aumenta ainda mais, o que torna esse tipo de micose mais frequente nessa época do ano. A tine inguinal é confundida com alergia ao tecido elástico das roupas de banho. Na verdade, o uso de tecidos sintéticos favorece o crescimento da micose por dificultar a evaporação do suor.

A doença se manifesta pela formação de manchas avermelhadas, úmidas ou descamativas, geralmente acompanhadas de excessiva coceira. Atingem a região da virilha e podem se espalhar.

 

Foliculite

É a infecção dos folículos pilosos, uma estrutura complexa composta por um fio de pelo ou cabelo, causada por bactérias do tipoestafilococos. A invasão bacteriana pode ocorrer espontaneamente ou favorecida pelo excesso de umidade, suor, raspagem dos pelos ou depilação.

Já a fitofotomelanose é uma manifestação alérgica causada pela exposição da pele ao sol, em contato com plantas ou o suco de algumas frutas, sobretudo o limão, laranja e tangerina. Outros produtos como perfumes e refrigerantes também podem causar a reação e nesse caso é a fotomelanose. A doença se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras nas áreas afetadas. O formato delas depende da exposição da pele às substâncias e é frequente aparecerem lesões pontilhadas, causadas por respingos de limão espremido. As áreas habitualmente afetadas são o dorso das mãos, colo e os lábios.

 

Bicho geográfico

A larva migrans, conhecida, vulgarmente, como bicho geográfico, é uma doença causada por parasitas intestinais do cão e do gato. Ao defecarem na terra ou na areia, os ovos eliminados nas fezes transformam-se em larvas, que penetram na pele da pessoa e causam a doença.

 

Fonte: Revista InformACM – Nº40 – 2013 – pág.:19.