Conheça, agora, George Hamilton dos Santos, colaborador do CDC Norte, destaque do mês de dezembro do Integra on-line. Esta seção você já sabe: é uma forma de homenagearmos um(a) colaborador(a), destacando-o(a) em decorrência de seu desempenho profissional.

 

“Quando penso em minha atuação profissional na ACM, carrego comigo um pensamento que aprendi há muito tempo do educador Tsunessaburo Makiguchi – a Teoria de Criação de Valores, no qual baseia-se em três princípios: o bom, o belo e o benéfico. A ACM é boa para mim? Eu consigo atingir profissionalmente minhas ambições? Meu trabalho é belo? Carrega em si valor à sociedade e faz a diferença na vida da comunidade?  Ele é benéfico? Recompensa-me de forma que me sinta realizado pelo que faço? Conseguir fazer esta análise periodicamente e se permitir desenvolver sua maturidade emocional e profissional é o que desejo a todos os colegas acemistas para o final de 2018 e início de 2019.”

George Hamilton dos Santos

 

TRABALHAR NA ACM É…

… reinventar-se e descobrir novas possibilidades, novos olhares, uma nova visão de mundo a cada momento.

COMO E QUANDO CONHECEU A ACM?

Tomei contato com a ACM há seis anos. Já sabia de sua existência, mas não tinha ideia do quão grande era sua estrutura, até que surgiu a oportunidade de ingressar e aqui estou: seis anos de muitas oportunidades, alegrias, desafios e conquistas.

O QUE VOCÊ MAIS GOSTA NA ACM, CDC NORTE E NO SEU DIA A DIA DO TRABALHO?

Costumo dizer que meu material de trabalho é precioso porque é matéria humana. O melhor no meu dia a dia é perceber ativamente a simbiose, a empatia com quem convivo diariamente. Aprender com o outro, ressignificar valores, esse é, sem dúvida, o melhor no meu dia de trabalho.

VOCÊ TEM ORGULHO DE SER ACEMISTA? POR QUÊ?

Sinto a ACM como parte integrante da minha vida. Percebo minha rotina pessoal e profissional se mesclando e me tornando um ser humano melhor. Tenho muito orgulho de ser e fazer parte deste organismo vivo que é a ACM.

 O QUE VOCÊ DESTACA NESSE PERÍODO COMO COLABORADOR, QUE O TENHA MARCADO?

No CDC, recebemos algumas crianças e adolescentes que estão inseridas em serviço institucional de abrigamento (SAICA). Emociona-me quando as crianças conseguem romper esse ciclo de institucionalização e retornar para suas famílias. É algo que não tem preço. Pessoalmente, atingi objetivos que jamais pude imaginar, como concluir minha pós-graduação, começar a correr, concluir minha primeira São Silvestre e, aos quarenta, realizar minha primeira maratona, algo que só consegui por estar na ACM, ao lado de profissionais que me ajudaram e me incentivaram a persistir nesse sonho.

COMO VOCÊ SE SENTE SENDO O DESTAQUE PROFISSIONAL?

Quando penso no ano de 2018 e em tudo o que aconteceu no País, olhar para trás e fazer esse retrospecto sobre como a ACM conseguiu se manter relevante em meio à crise e me perceber parte integrante deste processo de construção e conservação da imagem da instituição, me deixa honrado e orgulhoso.

EM SUA OPINIÃO, QUAL É O DIFERENCIAL DA ACM FRENTE A OUTRAS INSTITUIÇÕES?

Acredito que o grande diferencial da ACM sejam as ações sociais geradas pela instituição, a transformação concreta de pessoas, famílias e comunidades tão bem-posta em sua missão que conseguimos ver claramente todos os dias.

 

MENSAGEM DA COORDENAÇÃO / LIDERANÇA DIRETA

O George é comprometido com  a empresa, dedicado ao trabalho com as  crianças e com a equipe. Ele faz com amor todo trabalho que se propõe a fazer.

 

Elaine Aparecida Silva

Coordenadora

CDC Norte