Em duas edições impressas do Integra de 2011 e uma de 2012, divulgamos na editoria “Acemista desde Criança” quatro lindos bebês recém-nascidos (vide fotos abaixo). Após seis, sete anos, e por ocasião do “Mês dos Pais”, o Integra foi atrás dos papais-corujas das quatro crianças para ver como elas estão, hoje, e aproveitou para entrevistá-los para entender o como é ser pai e o que querem ganhar no Dia dos Pais.

 

O papai da Lívia, Fernando Simões, educador da ACM Ribeirão Preto, diz que ser pai é “poder sentir a graça de Deus no sopro da vida”, e complementa apontando que é também poder desfrutar do amor simples e verdadeiro, tendo a oportunidade de recomeçar e ver a evolução da vida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Descrição semelhante é a do colaborador Edson Feitosa, do Circo-Social Vila Ré, pai dos gêmeos Lorena e Lorenzo, que se sente completo e eternizado com os rebentos, e comenta que é muito gratificante e estimulante ser pai, “porque você aprende junto e modifica comportamentos, ou seja, volta a ser criança”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já para Alessandro Montenegro, colaborador da ACM Centro, e paizão da Laís, ser pai “é ser exemplo e base, além de poder passar à filha tudo o que aprendeu”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E não há como não comparar os papais com super-heróis, uma vez que, quase sempre eles se comportam e agem como os tais. Exemplo disso está na fala dos colaboradores entrevistados, quando questionados sobre o que passou em suas mentes no momento em que seguraram, pela primeira vez, seus filhos. “São vários os pensamentos, no entanto, o que mais me marcou foi o de preenchimento e proteção. Que daquele momento em diante, eu seria seu porto seguro”, disse o superpai Fernando.

A mesma sensação heroica e instinto paterno intenso aflorou em Edson, que acompanhou o parto dos gêmeos e teve o prazer de segurá-los após o nascimento. “Foi um momento único! Diante de criaturas tão pequenas e frágeis, você se dá conta da responsabilidade. Eu só pensei o quanto eu teria de juntar forças para protegê-los, o quanto eu teria de buscar coragem mesmo quando sentisse medo e o quanto eu teria de acreditar mesmo quando algo parecesse impossível”, declarou o herói.

E sabe o que eles querem ganhar de presente de Dia dos Pais? Pode parecer clichê, mas não o é, trata-se de pura verdade, de puro amor incondicional pelos filhos, que é, de fato, o mais importante nesta data: “Vê-los felizes e saudáveis, esbanjando energia e ter muito tempo para amá-los”, comentou Edson.

Outro presente semelhante: “Um olhar feliz, um abraço e o amor simples e puro”, desejou Fernando. “E poder estar com ela e fazer parte do mundinho dela”, foi o pedido do papai Alessandro.

 

FELIZ MÊS DOS PAIS!

 

Obrigado e parabéns aos colaboradores, que homenagearam seus pais, enviando para o Integra uma foto dos seus heróis. Que o Dia dos Pais de todos você seja iluminado e repleto de muito amor.