Feito histórico, relembrado hoje, é comemorado pela instituição criadora da modalidade esportiva

Após três décadas de uma vitória que marcou a história do Basquete do Brasil, e levou ao estrelato nomes como os dos jogadores Oscar Schmidt e Marcel Ramon, e do técnico Ary Vidal, a ACM, criadora da modalidade esportiva, rememora o título, com orgulho, e parabeniza, mais uma vez, a Seleção Brasileira de 1987 por ter vencido a seleção ‘quase-imbatível’ dos Estados Unidos.

A vitória, consagrada em solo americano, em Indianápolis, na Market Square Arena, é tida como uma das maiores viradas na história de uma edição dos Jogos Pan Americanos, tendo o Brasil revertido, nos últimos instantes da partida, 16 pontos de desvantagem sobre os Estados Unidos, sagrando-se vencedor.

A Associação Cristã de Moços (ACM), pioneira nos esportes, em âmbito mundial, criou o Basquete, em dezembro de 1891, por intermédio de James Naismith, professor de Educação Física da ACM Springfield, Massachusetts, nos Estados Unidos.

A invenção ocorreu após Naismith ter recebido um desafio de seu diretor: criar um esporte em que os alunos pudessem praticá-lo em local fechado, protegendo-se do inverno rigoroso que impedia a prática do Baseball e do Futebol Americano. Assim, o saudoso professor descartou um jogo que utilizasse os pés, ou muito contato físico, pendurou um cesto de pêssegos a uma altura que julgou adequada, 3,05 metros – metragem que se mantém até hoje – e escreveu treze regras básicas ao que chamou de Basquete.

O jogo inaugural ocorreu no dia 20 de janeiro de 1892, com nove jogadores em cada equipe, e com uma bola de futebol. A partida foi vista por 200 pessoas, na ACM Springfield, cujos alunos venceram os professores por 05 a 01.

No Brasil, Moacyr Brondi Daiuto, saudoso educador da ACM São Paulo, trouxe ao Brasil a primeira medalha olímpica de Basquete, nas Olimpíadas de Londres, em 1948. Na época, Daiuto estava à frente da equipe, como técnico, e sempre trabalhou, incansavelmente, pelo esporte, influenciando gerações. Todo o acervo de medalhas, inclusive a olímpica, prêmios e troféus conquistados pelo atleta está em um memorial, localizado na ACM Centro, na Rua Nestor Pestana, 147 – Consolação – São Paulo – 5º andar.

Para a ACM, é sempre gratificante relembrar e comemorar conquistas históricas, como a medalha de ouro no Pan Americano de 1987, porque tais vitórias enaltecem o que temos de melhor no esporte nacional: os jogadores! Dessa forma, parabenizamos, mais uma vez, os guerreiros Israel, Marcel, Silvio, Gerson, André, Rolando, Guerrinha, Oscar, Maury, Paulinho Villas-Boas e Pipoca, que tanto orgulho proporcionaram ao nosso Brasil.