Há 10 anos, o Integra registrava em suas páginas impressas a seguinte nota:

 

Você sabia que tem uma ACM que é binacional e está localizada no Rio Grande do Sul?

A ACM Fronteira foi fundada em 1994 com uma proposta binacional das ACMs de Porto Alegre e Montevidéu (Uruguai). Hoje, a instituição possui duas sedes: uma na cidade de Santana do Livramento, que é vinculada a ACM Rio Grande do Sul – Unidade IX, e outra em Rivera, vinculada a ACJ Montevideo.

Há um grupo de voluntários em cada sede e uma comissão binacional composta por membros de Livramento e Rivera, que tem por objetivo integrar as duas sedes e realizar atividades em conjunto.

Em Livramento, a ACM realiza o Curso Técnico em Segurança do Trabalho, diversas atividades sociais, culturais, formação de líderes, além de possuir uma academia de ginástica. Na ACM de Rivera, quatro projetos sociais são desenvolvidos e oferecem atividades esportivas, recreativas e apoio psicológico, assistencial e educacional.

O símbolo da fronteira dos dois países situa-se no Parque Internacional, o qual pertence aos dois países. Somente neste parque podemos colocar um pé em um país e outro em outro.

 

 

 

 

 

________________________________________

ATUALIZANDO:

Segundo a coordenadora da ACM Fronteira, cuja unidade não mais possui esta nomenclatura, sendo chamada apenas de ACM Livramento, houve uma ruptura da binacionalidade devido à incompatibilidade administrativa na gestão de recursos disponibilizados pelo governo uruguaio a projetos e programas sociais. “É praticamente impossível administrar recursos de outro país”, comentou Andreia Rodrigues. Assim, há oito anos, houve a separação. De um lado a ACM Livramento – Rio Grande do Sul, que oferece programas e atividades fitness e de liderança, e do outro a ACJ Rivera – Montevidéu/Uruguai, com programas socioassistenciais. Contudo, o carinho, admiração e aproximação com a ACM uruguaia ainda existem e permanecerão.